Abaixo-assinado repudia decisão de Donald Trump sobre Jerusalém 

Luta palestina

Movimentos de solidariedade à Palestina no Brasil estão promovendo um abaixo-assinado repudiando a decisão do governo dos EUA de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. A iniciativa teve como ponto inicial o convite do embaixador da Palestina do Brasil para a assinatura, na embaixada do seu país em Brasília, do Livro de Solidariedade “Jerusalém (ALQUDS) Capital do Estado da Palestina”, nos dias 21 e 22 de dezembro. O abaixo-assinado (clique aqui) permitirá, assim, a todos os defensores da causa palestina de fora de Brasília a oportunidade de expressar sua solidariedade ao heroico e combatente povo palestino. Leia, abaixo, o texto do documento. 

O Embaixador do Estado da Palestina no Brasil convida para Assinatura de Livro de Solidariedade “Jerusalém (ALQUDS) Capital do Estado da Palestina”  
 
Quando: 21 e 22 de dezembro de 2017  
 
Horário: 10 às 12 h  
 
Local: Embaixada do Estado da Palestina no Brasil  
SEN Lote 46 – Asa Norte – Brasília-DF

Todas as resoluções da ONU, desde 1948 até os dias de hoje, afirmam e declaram que Jerusalém Oriental é território palestino ocupado a força por Israel e constitui uma violação ao Direito Internacional. Israel deve se retirar dos territórios palestinos ocupados. Todos os estados membros da ONU não reconhecem Jerusalém como capital de Israel, inclusive o Estado do Vaticano. Por isso todas as embaixadas dos países estão situadas em Tel Aviv e não em Jerusalém.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao reconhecer que Jerusalém é capital de Israel, viola todas as resoluções e acordos internacionais e regionais e insere a região do Oriente Médio e o mundo numa situação de convulsão e instabilidade que só afeta os povos que querem viver em paz, justiça e liberdade em seus países, inclusive e particularmente, o povo palestino.

Ao assinarem o convite do Embaixador da Palestina no Brasil estamos sendo solidários ao povo palestino na conquista do seu direito à autodeterminação com o estabelecimento do seu Estado livre, soberano e independente, com Jerusalém capital.

  

Compartilhe: