Assembleia Nacional confirma caráter socialista da Revolução cubana

Cuba

O presidente cubano, Raúl Castro, assegurou que os documentos aprovados nesta quinta-feira (1º/6) pelos deputados na Assembleia Nacional reafirmam o caráter socialista da Revolução e o papel dirigente do  Partido Comunista de Cuba.

Em seu discurso de encerramento da sessão extraordinária do Parlamento unicameral realizada no Palácio das Convenções, na capital, Havana, o chefe de Estado da ilha caribenha sublinhou que estes são os textos mais estudados e discutidos na história do processo revolucionário e talvez da história da República.

Estes documentos programáticos aprovados recentemente pelo Comitê Central do Partido Comunista de Cuba e respaldados agora pela Assembleia Nacional do Poder Popular nos permitirão continuar avançando na atualização do modelo econômico e social ou o que é a mesma coisa, mudar tudo o que deve ser mudado, disse o presidente.

Realizaremos esse compromisso com a velocidade que nos permitam o consenso que alcancemos no interior de nossa sociedade, disse Raúl Castro, que chamou a fazer as coisas bem feitas, para evitar erros graves  que possam comprometer o cumprimento exitoso desta honrosa e gigantesca tarefa.

Na véspera, os legisladores cubanos se dividiram em quatro comissões para analisar documentos relacionados com a Conceituação do Modelo Econômico e Social Cubano de Desenvolvimento Socialista e as Diretrizes da Política Econômica e Social do Partido e da Revolução para o período 2016-2021.

Na sessão extraordinária que terminou nesta quinta-feira participaram 537 deputados, de um total de 596.
De acordo com a relatoria, nas comissões foram feitas 80 intervenções; 63 relacionadas com a Conceituação e 17 sobre as Diretrizes. Foram aprovadas seis recomendações, incluídas duas de caráter geral.

Resistência, com Prensa Latina

Compartilhe: