China e Cuba prometem fortalecer intercâmbios parlamentares

Geopolítica

Zhang Dejiang (d), presidente do Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional, mantém conversas com o presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba, Esteban Lazo Hernández, em Pequim / Foto: Xinhua-Zhang Duo

China e Cuba prometeram, nesta terça-feira (20), aprofundar os intercâmbios parlamentares para impulsionar o desenvolvimento das relações bilaterais.

A promessa foi feita depois da negociação entre o chefe do Legislativo chinês, Zhang Dejiang, e o presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba, Esteban Lazo Hernández.

“Desde que a China e Cuba estabeleceram os laços diplomáticos há 57 anos, as relações bilaterais superaram o desafio das mudanças da situação internacional e a amizade bilateral se consolidou e se desenvolveu de forma constante”, disse Zhang. “A China sempre outorgou a Cuba uma posição especialmente importante em sua diplomacia em geral”.

Zhang indicou que a China trabalhará com Cuba para aprofundar com firmeza sua amizade, tratar-se com sinceridade, manter uma cooperação de benefício mútuo e criar uma parceria em reforma e desenvolvimento.

A China apoia com firmeza o caminho socialista de Cuba, acrescentou o líder parlamentar.

Zhang disse que a Assembleia Popular Nacional da China (APN) atribui grande importância ao desenvolvimento das relações amistosas com a Assembleia Nacional de Cuba.

Zhang, presidente do Comitê Permanente da APN, espera que os dois lados ampliem os intercâmbios de diversos níveis, implementem os consensos atingidos por ambos os líderes e impulsionem a amizade entre os dois partidos, os dois povos e os dois países.

O líder parlamentar propôs reforçar o apoio e a confiança política mútuas, fortalecer o intercâmbio de experiências em governança estatal, facilitar a cooperação pragmática e aprofundar os intercâmbios entre as pessoas.

Lazo ressaltou a importância estratégica dos laços entre Cuba e China e disse que Cuba espera aprender da experiência bem-sucedida da China no aprofundamento da reforma, desenvolvimento de sua economia e atração de investimento estrangeiro.

“A Assembleia Nacional de Cuba está disposta a ampliar os contatos com a APN para impulsionar a cooperação bilateral”, assinalou Lazo.

O máximo assessor político da China, Yu Zhengsheng, também se reuniu no mesmo dia com Lazo, esperando que os dois lados implementem os consensos atingidos entre os dois chefes de Estado e promovam a cooperação em diversas áreas.

Yu indicou que a Conferência Consultiva Política do Povo Chinês está disposta a ampliar os intercâmbios e a cooperação com a Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba para contribuir para as relações bilaterais.

Fonte: Agência Xinhua

Compartilhe: