Evo enfatiza importância do voto popular para processo de mudanças

Bolívia

O presidente da Bolívia, Evo Morales, insistiu neste domingo (8) na importância do voto popular para o processo de mudanças iniciado no país há 11 anos com a Revolução Democrática e Cultural.

Nunca podemos esquecer que fizemos essas mudaças graças ao voto do povo boliviano, para poder desenvolver o programa dos distintos movimentos sociais e recuperar nossos recursos naturais, disse o mandatário na inauguração da ponte Rodolfo Illanes, no município de Mecapaca, comunidade da província de Murillo no departamento de La Paz.

Segundo Evo Morales, o voto da população é um instrumento político para levar adiante todos os projetos realizados desde 2006.

Para o chefe de Estado, sem esse processo revolucionário, que recuperou para a nação as riquezas naturais e as empresas estratégicas, a Bolívia não teria na atualidade nenhuma estabilidade nem segurança política, social e econômica.

Evo recordou também que no ano passado o país foi afetado pela queda do preço do petróleo, mas apesar dessa adversidade a nação manteve seu ritmo de crescimento e encabeçou a América do Sul, com 4,2 por cento.

O presidente boliviano também se refeiriu ao apoio do governo aos projetos para recuperar terras e a construção de muros de contenção nos rios do país, que não necessitam de um grande investimento e criam postos de trabalho e alimentos para a população.

De acordo com Morales, a direção do país redobrará este ano os planos de investimentos para abastecer com água potável e irrigação os povoados rurais, muito esquecidos pelos governos neoliberais.

Evo também prometeu mais obras para Mecapaca, entre elas centros educativos e desportivos, e planos produtivos.

A ponte inaugurada neste domingo pelo presidente recebeu o nome do antigo vice-ministro do Interior Rodolfo Illanes, assassinado em agosto do ano passado por um grupo de cooperativistas mineiros mobilizados nas rodovias.

Resistência, com Prensa Latina

Compartilhe: