Guerrilheiros colombianos das Farc-EP começam desarmamento

Colômbia

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (Farc-EP) começam nesta quarta-feira (1º/3) o processo de desarmamento depois de mais de três meses desde a assinatura do acordo de paz com o governo colombiano, procedimento que deverá terminar em 29 de maio próximo.

Em comunicado, a missão das Nações Unidas (ONU) encarregada de supervisionar o cumprimento da medida, manifestou satisfação pelo consenso entre as partes para iniciar sem mais demora a entrega das armas, apesar das dificuldades logísticas que atrasaram a implementação do que foi acordado.

Cerca de sete mil guerrilheiros das Farc-EP estão concentrados em 19 zonas e sete pontos transitórios onde deixarão as armas que se encontram em seu poder.

A partir desta quarta-feira, o mecanismo tripartite de supervisão, composto por observadores da ONU e porta-vozes tanto governamentais como da guerrilha, começarão a identificação e o registro de todas as armas presentes nos acampamentos das Farc-EP.

Simultaneamente, serão instalados containers para armazenar as armas, inclusive as que se encontram sob o poder dos membros das Farc-EP encarregados da monitoração e comprovação.

A destruição das munições, minas e explosivos é outro dos passos desta fase, assinalaram especialistas.

Em 24 de novembro do ano passado, o presidente Juan Manuel Santos e o líder das Farc-EP, Timoleon Jimenez, assinaram o acordo definitivo para terminar os enfrentamentos e hostilidades militares.

O acordo inclui medidas como cessar-fogo bilateral e o desarmamento nas zonas em que os membros das Farc-EP permanecerão durante vários meses até sua incorporação à vida civil.

Segundo o Alto Comissário para a Paz da Colômbia, Sérgio Jaramillo, cerca de 1.200 guerrilheiros das Farc-EP condenados por delitos políticos, como rebelião, poderiam ser anistiados nos próximos dias.

Trata-se de uma disposição chave para a segurança jurídica desses homens e mulheres, afirmou.

Resistência, com Prensa Latina

Compartilhe: