Irã adverte sobre consequências se acordo nuclear for rompido

Geopolítica

O presidente iraniano, Hasan Rohani, advertiu sobre as consequências que teria um suposto rompimento do pacto nuclear entre o Irã o Grupo 5+1, em declarações ao canal de televisão estadunidense CNN e divulgadas nesta terça-feira (19) em Teerã.

Rohani explicou que (o rompimento) geraria uma grande desconfiança internacional sobre os Estados Unidos, promotor de uma revisão do pacto assinado em julho de 2015 entre Teerã e o G5+1 (Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China, mais a Alemanha).

Também que se afastará a possível solução do conflito na península coreana, já que Pionguiangue pensará que é uma perda de tempo se sentar a dialogar com Washington.

E a outra consequência, é que o Irã tem a capacidade de reverter a situação em poucos dias e voltar às mesmas condições em que desenvolvia seu programa nuclear antes do convênio com o G5+1.

“Dado que as ações e as políticas de Trump são um  tanto imprevisíveis, já pensamos em nossas reações”, afirmou o presidente iraniano, ao complementar que o mundo será testemunha da “rápida resposta” de Teerã.

O histórico acordo nuclear com o G5+1 supôs o levantamento das sanções internacionais impostas ao Irã e, em troca, limitou atividades nucleares pacíficas de Teerã.

A Casa Branca exige modificações nesse convênio, como incluir inspeções de centros militares iranianos pela Agência Internacional de Energia Atômica, o que foi contundentemente negado pelas autoridades iranianas.

Até agora o órgão mundial da energia atômica realiza suas inspeções com regularidade nas instalações nucleares do país persa e este último cumpre o acordado.

Fonte: Prensa Latina

Compartilhe: