Irã pede para proibir cooperação nuclear com Israel

Geopolítica

O Irã solicitou à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) a proibição de toda a cooperação e transferência de materiais e equipamentos nucleares com e para Israel, destaca um informe da HispanTV.

O representante iraniano da AIEA, Reza Nayafi, também condenou o duplo padrão com o qual o Ocidente se comporta ante à posse de armas nucleares pelo governo de Tel Aviv.

Segundo o diplomata, o programa atômico israelense afeta a segurança no Oriente Médio e a AIEA deve investigar e detê-lo porque trata-se de  uma das principais preocupações da região.
Nayafi lembrou que cientistas israelenses têm livre acesso a instalações nucleares em países que possuem armas atômicas, enquanto sicários ligados a Tel Aviv assassinam os cientistas dos países signatários do Tratado de Não Proliferação (TNP).

Na presença daqueles que participaram da junta trimestral do  Conselho de Governantes da AIEA, a delegação iraniana pediu a adesão incondicional de Israel ao TNP e a supervisão de suas instalações nucleares, que considera uma ameaça à região e ao mundo, acrescentou.

Um relatório publicado no Boletim de Cientistas Atômicos concluiu que Israel possui pelo menos 80 ogivas nucleares em operação, além de material suficiente para produzir outras 190.

 

Fonte: Prensa Latina, tradução de Maria Helena De Eugenio para o Resistência

Compartilhe: