Maduro considera um ‘êxito total’ viagem internacional realizada na última semana

Geopolítica

Maduro faz declarações ao regressar à Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, qualificou neste sábado (7) de exitoso o giro internacional que realizou pela Rússia, Bielorrúsia, Turquia e Argélia, que permitiu fortalecer as relações em matéria econômica e política.

“Este giro pela rota do novo mundo foi um êxito total desde o ponto de vista político e diplomático, de fraternidade com os governos e povos e do ponto de vista econômico e financeiro, para abrir comportas em nosso país no processo de consolidação da Agenda Econômica Bolivariana e recuperação do país”, expressou o chefe de Estado em rede de rádio e televisão ao regressar neste sábado (7).

“Conversamos e trabalhamos intensamente com os governos e empresários destes países. Assinamos acordos de benefícios mútuos, de lucros compartilhados, abrindo oportunidades à Venezuela, a partir de uma ótica muito clara de soberania e independência, com um único objetivo: construir a base econômica para a felicidade do povo da Venezuela”, acrescentou Maduro.

Neste sentido, reiterou que a diplomacia bolivariana está baseada no diálogo e no respeito entre as nações e é uma diplomacia “de cooperação e de paz; uma diplomacia do século 21, uma diplomacia do entendimento, do diálogo, uma diplomacia de civilizações”.

“Creio no diálogo de culturas, de povos, de governos e de civilizações”, disse o chefe de Estado.

“O mundo de agora em diante não pode ser o mundo das ameaças, das sanções, da guerra, tem que ser o mundo do diálogo, do entendimento, da aproximação. Esta é a política internacional da Venezuela bolivariana, chavista, revolucionária, da Venezuela das maiorias”.

A agenda de trabalho de Maduro começou na terça-feira (3) na Argélia, onde se reuniu com o presidente do Conselho da Nação, Abdelkader Bensalah, e com o ministro de Assuntos Exteriores do país africano, Abdelkader Messahel.

Depois foi à Rússia, onde se encontrou com seu colega Vladimir Putin para reforçar as relações diplomáticas e fortalecer as relações estratégicas entre ambos os países. Lá, o presidente venezuelano ratificou seu chamado aos países produtores a atuar em conjunto para estabilizar o mercado petroleiro.

Na Bielorrússia, o chefe de Estado assinou com o presidente Aleksander Lukashenko um conjunto de acordos de cooperação integral nas áreas energética, agroindustrial, de infraestrutura, ciência e tecnologia.

Na Turquia, reforçou as relações diplomáticas e assinou novos acordos de cooperação bilateral como parte da Comissão Mista Turquia-Venezuela, em comércio e cooperação econômica, desenvolvimento turístico, segurança, agricultura e serviços aéreos.

Resistência, com Agência Venezuelana de Notícias

Compartilhe: