Maduro: Todo o peso da lei contra o fascismo 

Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, celebrou nesta quinta-feira (9) a aprovação da Lei Contra o Ódio, pela Convivência Pacífica e a Tolerância, ao comemorar o Dia internacional contra o fascismo e o antissemitismo. O presidente venezuelano assegurou que no país sul-americano não terá mais espaço esse tipo de manifestação e que todo o peso da lei cairá contra o fascismo e o neofascismo. 

Em uma mensagem publicada na rede social Facebook, o mandatário considerou a legislação ratificada na quarta-feira (8) pela Assembleia Nacional Constituinte (ANC), um instrumento essencial para deter qualquer tentativa de ato de violência motivado pelo ódio e a intolerância. 

Maduro referiu-se à ameaça que enfrenta a humanidade com as novas expressões do fascismo, geradas pelos grandes centros de poder para impedir a liberdade dos povos do mundo. 

Por isso, aplaudiu a nova legislação que permitirá, opinou, “fechar o passo em nossa pátria a quem através da violência e o ódio, pretendem assaltar o poder e submeter a um povo”. 

O chefe do Estado bolivariano lamentou as consequências das ações terroristas que, de abril a julho, grupos de vândalos cometeram na Venezuela insuflados de ódio pela direita nacional. 

“Já bastante dor têm causado os irresponsáveis que chamaram a trancar ruas e queimar vivas às pessoas, por razões de cor de pele, por aparência humilde ou por suspeita de posições políticas”, acrescentou. 

Na Venezuela, triunfará a Paz, ratificou.

Fonte: Prensa Latina

Compartilhe: