PC da China promove reunião com partidos de todo o mundo 

China

Começou nesta quinta-feira (30), em Pequim, a Reunião de Alto Nível entre o Partido Comunista da China (PCCh) e Partidos Políticos do Mundo. A reunião, com duração até o dia 3 de dezembro, é uma tentativa do Partido Comunista da China de estabelecer diálogos construtivos entre diversos partidos políticos, comunistas e não comunistas. 

Luciana Santos, presidenta nacional do PCdoB

Luciana Santos, presidenta nacional do PCdoB

É a primeira vez que a China organiza um evento deste porte. Guo Yezhou, vice-ministro do Departamento Internacional do Comitê Central do Partido Comunista da China, informou em coletiva de imprensa na semana passada, que mais de 200 dirigentes de partidos políticos de cerca de 120 países tinham confirmado presença. O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) está presente, representado por sua presidenta, Luciana Santos. 

O tema da reunião é “construir uma comunidade de destino comum e construir um mundo melhor em conjunto: a responsabilidade dos partidos políticos”. Xi Jinping, Secretário Geral do Comitê Central do PCCh, participou da cerimônia de abertura, cumprimentou os convidados estrangeiros e em seguida proferiu um discurso. 

Nele, Xi Jinping apontou que o caminho do desenvolvimento da China é o caminho do socialismo com características chinesas. Uma escolha histórica realizada pelo povo chinês. Após a fundação da Nova China, especialmente durante os últimos 40 anos de Reforma e Abertura, a China passou por enormes mudanças, tornou-se a segunda maior economia do mundo, com 1,3 bilhão de pessoas vivendo em uma sociedade modestamente abastecida e próspera e com 700 milhões de pessoas sendo retiradas da pobreza. “A prática é o único critério da verdade”, disse Xi. 

Coletiva de Imprensa sobre o Encontro

Coletiva de Imprensa sobre o Encontro

As conquistas históricas feitas pela China fortaleceram nossa confiança em aderir ao caminho do Socialismo com características Chinesas, em sua teoria, em seu sistema, afirmou. No 19º Congresso do Partido Comunista da China, após décadas de desenvolvimento, o socialismo com características chinesas entrou em uma nova era. A principal contradição da China era traduzida nas crescentes necessidades de uma vida melhor para o povo e o desenvolvimento desequilibrado das forças produtivas. No passado, tivemos que resolver o problema da ausência de vários elementos e agora temos que resolver o problema de qualidade destes. Devemos nos concentrar em melhorar na qualidade e na eficiência do desenvolvimento, melhor atender às crescentes necessidades das pessoas em muitos aspectos, promover melhor o desenvolvimento integral das pessoas e fazer a prosperidade comum de todo o povo. Em 2050, devemos construir a China como uma modernidade socialista próspera, forte, democrática, civilizada e harmoniosa, ressaltou Xi. 

Xi Jinping disse ainda que o mundo é uma aldeia global, com interdependência e solidariedade. É a intenção da China promover a construção de um novo tipo de relações internacionais e de uma comunidade de destino comum. Este será o objetivo perseguido pela diplomacia da China na nova era. É também uma indicação para que todos os países do mundo trabalhem juntos. 

Gaio Doria, de Pequim, para o Resistência 

Compartilhe: