Putin: Otan é instrumento dos EUA onde ‘só existem vassalos’

Geopolítica

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, classificou a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) como um instrumento de política externa dos EUA onde não há aliados, mas apenas vassalos. A declaração foi feita durante uma entrevista ao cineasta norte-americano Oliver Stone.

“Hoje [a Otan] é um instrumento de política externa dos EUA, onde não existem aliados, são somente vassalos”, disse Putin em trecho da entrevista divulgada o pela revista Politico.

“Quando um país se torna membro da Otan, torna-se muito difícil resistir à pressão de um grande país-líder da Otan como os EUA. E lá pode acontecer de tudo: defesa antimíssil, novas bases, e, caso seja exigido, novos complexos de ataque. E nós devemos fazer o que?”, questiona o líder russo.

“Devemos, portanto, tomar contramedidas, colocar nossos sistemas de mísseis contra aqueles sistemas que, em nossa opinião, começam a nos ameaçar”, destacou Putin.

O presidente russo concedeu uma longa entrevista ao cineasta Oliver Stone. Em formato de vídeo, o conteúdo será exibido na íntegra na emissora norte-americana Showtime entre os dias 12 e 15 de junho.

Em 24 de maio último a cúpula da Otan reuniu-se em Bruxelas, Bélgica, quando foram feitas novas provocações contra a Rússia. A Otan – declarou na Cúpula o secretário geral Stoltenberg – “deve reagir”, porque tem diante de si uma “Rússia que usa a força militar para mudar as fronteiras na Europa com as suas ações agressivas contra a Ucrânia, anexando ilegalmente a Crimeia e continuando a desetabilizar a Ucrânia oriental”. A acusação renova as que eram feitas na antiga guerra fria, prevendo um cenário de tanques de guerra russos invadindo a Europa.

Resistência, com informações de Sputnik

Compartilhe: