Venezuela condena ameaça de intervenção dos Estados Unidos

Anti-imperialismo

O vice-presidente venezuelano, Tareck El Aissami

O vice-presidente executivo da Venezuela, Tareck El Aissami, rechaçou o giro que o vice-presidente estadunidense, Mike Pence, faz pela América Latina em busca de apoio dos governos de Argentina, Chile, Colômbia e Panamá em sua pretensão de ingerência e intervenção militar contra a soberania e a independência do povo venezuelano.

Aissami qualificou a campanha como uma “grosseira e infame agressão do vice-presidente Pence nos assuntos venezuelanos. Ocupe-se dos graves problemas de seu país”, publicou no Twitter.

Ressaltou que o presidente dos EUA, Donald Trump, “segue empenhado em desestabilizar e semear de violência a região, e o vice-presidente Pence segue obsessionado com a Venezuela“.

Trump declarou recentemente que avalia muitas alternativas para a Venezuela, incluindo uma opção militar, se for necessária. Isto foi rechaçado por múltiplos países, incluindo Colômbia e Chile, diante da pretendida intervenção imperial.

Aissami ressaltou que o vice-presidente dos EUA “foi repudiado em seu giro pelo continente e os povos levantaram sua voz contra a insolente ameaça de Trump”.

Resistência, com Agência Venezuelana de Notícias

 

Compartilhe: