Síria denuncia nova agressão bélica de Israel para favorecer grupos terroristas

Síria

O Comando Geral do Exército e as Forças Armadas sírias denunciaram nesta terça-feira (9) uma nova agressão bélica israelense contra diversos objetivos, o que demonstra o apoio de Tel Aviv aos grupos terroristas armados neste país árabe.

De acordo com um comunicado desses organismos, às 2h40m, hora local, a aviação militar israelense disparou vários mísseis do espaço aéreo do Líbano na zona de Qutaifeh, ao norte de Damasco.

Depois dessa ação, a defesa aérea síria respondeu de imediato e conseguiu fazer alvo numa das aeronaves, referiram as fontes.

O documento também aponta que 24 minutos mais tarde aviões de guerra israelenses lançaram do Golán sírio ocupado outros dois mísseis os quais foram interceptados pela defesa antiaérea, difundiu a Agência de Notícias Sana.

Uma terceira investida israelense teve lugar às 4h15m, desta vez com o lançamento de quatro foguetes terra-terra desde a demarcação de Tiberíades nos territórios palestinos ocupados, precisaram as fontes.

Ao responder a essa ação, a defesa antiaérea síria interceptou um míssil, mas outros três caíram nas cercanias de uma posição militar síria, o que causou danos materiais, indicou o informe.

Face às violentas ações de Israel, o Exército sírio advertiu “as graves consequências de tais agressões e confirmou sua disposição de responder a esses ataques”.

Em reiteradas ocasiões, a Síria ratificou que continuará sua luta contra os grupos terroristas neste território, muitos dos quais são apoiados por potências ocidentais e pelos sionistas israelenses.

Analistas estimam que a nova onda de ataques israelenses contra objetivos sírios responde aos recentes sucessivos triunfos do exército sírio e seus aliados frente a agrupamentos extremistas em Ghouta Leste, Harasta e na província nortista de Idlib.

Fonte: Prensa Latina

Compartilhe: